segunda-feira, 20 de julho de 2009

"...A gente não faz amigos, reconhece-os..."


Laurinda, Tião, Jovinha, Taninha, Telma, Gisa, JR, Pri, Fê, Antonio querido, Juju, Dani, Gla, Fernandinha, Fê meu compadre, Cururu, Francisca, Rô, Diego, Rosinha, Marcos, FH, Gilmar, Cibele, Dani, Gisele, Jurandir, Angelo, Rogério, Érika, Suzana, Greice, Malu, Gui, Gabizinha, Helo, Flavio, Marlene, Rogério S., anjo Gui, Mári, Zé, Elza, Joelia, Eliana, Vivi, Rei...

Amigos, independente do tempo e da distância estarão sempre comigo...
Nas lembranças de cada sorriso, de cada conversa, dos caminhos que seguimos juntos, das lágrimas que dividimos, da cerveja gelada (as vezes, nem tanto), das canções, das brigas, do colo, dos olhares que dizem mais do que qualquer palavra.
Nem mesmo os caminhos diferentes que acabam nos separando em alguns momentos diminuem o amor que tenho por cada um de vcs!!!!

Valeu, amig@s!!! Um amor inteirinho por cada um e por outros que ainda virão...

Vamos de Vinicius pra valorizar a AMIZADE

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.

Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências ...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.

E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer ...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os

5 comentários:

telma_cristina disse...

Linda Mensagem Val!!!!
Faço minhas as suas palavras!!!
Pode estar certa de que vc tb é muito importante para nós!!!!
Feliz Dia do Amigo!!!!
bjusss!!!!
Telma Cristina

Valéria Leão disse...

Obrigada, nega!!!
Eu sou muito sortuda por ter em minha vida pessoas tão especiais!!!
beijoca

Greice disse...

Obrigada, vc sabe o qt eis querida, fiquei emocionadaem vê que faço parte dos seus amigos do coração.
Que a nossa amizade seja eterna!!!
Beijos

historiasdeanjos disse...

obaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa..........
e nao eh ke eu tmbm to na list?
hei tah na hora de vc fazer as musikinhas no blog viu/ahhh pra k servem os amigos?
pra matar de inveja os nossos inimigos!!!!!!!!!
hahahahahahaahahahahahahahah
pum! cai da cadera again...
great kisses for you.
g.

Gizelma disse...

Uau!!! Que surpresa boa! Se eu soubesse teria vindo passear por aqui antes... rsrsrs...
Obrigada pelo carinho, Nega...
Vc sempre será minha amiga de fé - minha irmã camarada... tantas histórias, tantas lágrimas e sorrisos e muitas vezes as duas coisas juntas... muita coisa boa!
Por tudo isso, Te Amo!
Gisa.